Iniciaram-se, há poucos dias, as obras de reconstituição do cordão dunar a norte da Praia da Vagueira. Uma obra integrada na política de defesa da costa e que só é possível graças ao bom relacionamento e diligências levadas a cabo pela Câmara Municipal de Vagos junto das mais diversas entidades ligadas ao Ambiente, com especial enfoque na APA – Agência Portuguesa do Ambiente, I.P..
Em nota enviada à nossa redação, a Câmara regista “com agrado e satisfação” o início das obras, “sinal claro do empenhamento de todas as entidades envolvidas em todo este processo”. A obra está a ser executada em tempo útil e por forma a garantir, já na próxima época balnear, “as melhores condições a todos quantos frequentam as nossas praias e desfrutam dos nossos recursos naturais”.
A abertura do concurso público para esta empreitada foi anunciada, em dezembro de 2016, no montante aproximado de meio milhão de euros, que envolve também intervenções no Cabedelo e a Norte da Praia de Leirosa, concelho da Figueira da Foz.
O Município de Vagos reconhece a importância e o relevo que tiveram as sucessivas visitas de membros do Governo ao concelho de Vagos e a consciência demonstrada para este problema face às preocupações que os autarcas e outros agentes com responsabilidades locais lhes foram transmitindo.
“O que está em causa é a segurança de pessoas e bens, para além da criação de zonas de praia mais seguras e mais protegidas”, frisa o Município de Vagos.