Um cabo da GNR de Anadia terá sido detido ilegalmente por um inspetor da Polícia Judiciária (PJ), em pleno tribunal daquela cidade bairradina.

Segundo fonte policial, o incidente terá ocorrido, na penúltima segunda-feira, quando o cabo se encontrava no Tribunal de Anadia, com um detido por condução sob o efeito do álcool, que aguardava ser presente ao juiz. Ao se aperceber de um carro que terá batido noutro, estacionado em frente ao referido edifício, o militar, trajado à civil, terá chamado a atenção do condutor – que na altura não sabia ser polícia – para o toque que havia dado na viatura. O inspetor da PJ não gostou de ter sido questionado pelo cabo e pediu-lhe a identificação. Contudo, o militar respondeu-lhe que não tinha consigo, mas que os funcionários do tribunal o podiam identificar. Mesmo perante a explicação do cabo da GNR, o inspetor acabaria por lhe dar ordem de detenção.

Foi elaborado um auto de notícia que deu entrada no Ministério Público daquela comarca.