Fotografia: João Paulo Teles

Instalado no jardim da Mealhada, no centro da cidade, está a ser demolido e a construção de um novo equipamento do género será submetida a concurso público, decidiu o Executivo Municipal na reunião de Câmara de 20 de março, rejeitando um projeto de concessão proposto pelo último arrendatário do equipamento.
Enquanto avançam as demolições do antigo bar, cujo contrato de concessão termina a 24 deste mês de março, a Câmara decidiu, em reunião extraordinária, abrir concurso público para aquele equipamento, procedendo de imediato ao levantamento de áreas e medidas, fixando uma base de licitação de 1000 euros, dando “total prioridade ao assunto”, fixando os 30 dias do concurso e outros 60 dias para que o próximo responsável do espaço venha a instalar um edifício modular, sujeito a parecer favorável dos serviços camarários.
Para aquele equipamento, que foi alvo de concessão da Câmara por vários anos, o atual arrendatário apresentou um projeto à autarquia com vista à renovação da concessão, mas tal acabou por ser rejeitado, com os vereadores a entenderem, por unanimidade, abrir concurso público para avançar com a licença de utilização anual em detrimento da concessão, uma decisão “mais confortável” e “mais transparente”, defenderam os vereadores presentes.

João Paulo Teles

Leia a notícia completa na edição em papel ou digital do JB de 16/03/2017