Fotografia: COF

A Unidade de Ação Fiscal, através do Destacamento de Ação Fiscal de Coimbra, apreendeu, na última segunda-feira, dia 6, na A1, na área de serviço de Mealhada/Cantanhede, mais de dois milhões de cigarros e deteve um indivíduo por introdução fraudulenta no consumo.
A apreensão foi efetuada no âmbito de uma operação de combate às infrações tributárias, fiscais e aduaneiras, tendo os militares fiscalizado um veículo pesado de mercadorias que, aparentemente, transportava caixas de plástico vazias.
“Inicialmente, o condutor referiu que o camião seguia vazio, levando apenas caixas de plástico vazias para acondicionamento de fruta. Após uma verificação detalhada, foram detetados, no interior da viatura, 112 mil maços de cigarros, perfazendo um total de 2,24 milhões de cigarros sem preenchimento dos normativos legais em vigor, constatando-se uma fuga aos impostos num total de cerca de 375 mil euros, dos quais 277 mil de imposto especial sobre o consumo e 97 mil de imposto sobre o valor acrescentado”, refere a GNR.
O condutor foi detido, constituído arguido e sujeito a termo de identidade e residência, estando neste momento, a ser presente a tribunal, enquanto que o veículo que servia para o transporte, assim como a respetiva mercadoria e as referidas caixas que serviam de tapadeira, foram apreendidos.